Spread the love

Um homem ainda não identificado que dirigia uma motocicleta com placa de Rio Branco e portava um simulacro de arma de fogo em plástico morreu na madrugada desta terça-feira, , enquanto era perseguido por uma guarnição do º Batalhão da Polícia Militar, no município de Epitaciolândia, na fronteira com a Bolívia.

 

O homem não portava documentos e o corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal IML da capital acreana, onde deverá ser autopsiado. De acordo com as informações da polícia, no início da madrugada os militares faziam um patrulhamento pela Avenida Santos Dumont, quando se depararam com o motociclista e deram sinal de parada.

 

Além de não obedecer, o homem saiu em alta velocidade rumo à fronteira com a Bolívia, sendo iniciada uma perseguição que acabou logo à frente de forma trágica.

 

Ao fazer uma manobra, o motociclista perdeu o controle com excessiva velocidade, bateu contra o meio- fio e foi jogado à longa distância. De acordo com os policiais militares, o condutor que tinha uma pistola de brinquedo na cintura, sofreu ferimentos graves, bateu com a cabeça e teve morte instantânea. O caso está sob a responsabilidade do delegado Luiz Toninni.

Facebook Comments

By admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.